Relacionamento em um Modelo Relacional – Parte 1

Dando continuidade na série de Fundamentos de Banco de Dados, nesse momento vamos falar sobre relacionamento em um modelo relacional e para isso será feito duas postagens que se complementam para explicar esse processo, vamos lá!

Diagrama Entidade-Relacionamento

O Diagrama de Entidade Relacionamento é um fluxograma que nos representa como as entidades se relacionam entre si dentro de um sistema.

Sua linguagem é universal, ou seja, um modelo de dados não está vinculado a um banco específico e sim as necessidades de um sistema, portanto o DER facilita a integração entre sistemas e ainda documenta à sua necessidade.

MER (Modelo Entidade-Relacionamento)

É um modelo conceitual utilizado para descrever os objetos de um domínio de negócio ou seus requisitos de processo.

Seus principais componentes são as entidades (objetos), com suas características (atributos) e a maneira que elas se relacionam entre si (relacionamentos).

Vamos falar sobre eles:

  • Entidades:

Representam um conjunto de objetos onde é preciso armazenar informações envolvidas em um domínio, podem ser classificadas como físicas ou lógicas.

Entidade Física: Aquelas que existem no mundo real (Ex: um cliente, uma empresa).

Entidade Lógica: Normalmente existem a partir da interação entre/com entidades físicas (Ex: Uma venda).

No modelo conceitual as entidades são representadas por retângulos e a definição de nomes é feito dentro dos retângulos.

  • Atributos:

São dados que são associados a cada ocorrência de uma entidade, ou seja, são características que descrevem cada entidade. (Ex: nome, endereço e telefone de um fornecedor).

Possui os seguintes tipos:

  • Chave: Valor único que define uma característica da entidade.

São identificados com o círculo colorido:

  • Composto: Tem a necessidade de ser dividido em sub-atributos para definir uma informação da entidade. (Ex: Um endereço que pode ser composto por bairro, rua, número)

São representados da forma abaixo, onde o campo endereço é composto pelos dados: “Rua”, “Número” e “Bairro”.

  • Multivalorado: São atributos que podem assumir diversos valores. (Ex: Funcionário e Dependente)

Para esse tipo é recomendado a solução abaixo:

Sendo assim, finalizamos a primeira das duas postagens que se complementam para explicar sobre o relacionamento em um modelo relacional.

Espero que tenham gostado!
Aguardem que vem mais conteúdo pela frente!

Até a próxima!

Uma ideia sobre “Relacionamento em um Modelo Relacional – Parte 1

  1. Pingback: Relacionamento em um Modelo Relacional – Parte 2 | Leonardo Fonseca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s