Linguagem de Definição de Dados – DDL

A linguagem de definição de dados, mais conhecida como DDL é um grupo de comandos dentro da linguagem SQL que é utilizada para criação, alteração e exclusão de objetos em um banco de dados, seus principais comandos são: CREATE, ALTER, DROP e TRUNCATE.

A partir destes comandos conseguimos realizar todo tipo de criação, alteração e exclusão de objetos em seu banco de dados SQL.

Vamos falar sobre os comandos:

CREATE:

O comando CREATE é utilizado para a criação de estruturas de objetos do banco de dados, pode ser utilizado para N situações como criação de um novo database, tabela, índice, entre outros.

Um dos modelos mais comuns do uso do comando CREATE é para a criação de tabelas, sua estrutura seria a seguinte:

CREATE [TEMPORARY] TABLE [nome da tabela] ([definições de colunas]) [parâmetros da tabela]

Segue um exemplo de sua execução:

CREATE TABLE Alunos (
	ID int,
	Nome varchar(255),
	Endereço varchar(255),
	Cidade varchar(255),
	Idade int);

ALTER:

O comando ALTER é utilizado para alteração/modificação de estruturas de objetos do banco de dados, também pode ser utilizado para N situações de modificação de um objeto existente no seu banco de dados como adicionar ou remover uma coluna em uma tabela.

Sua estrutura é baseada no modelo:

ALTER tipo_do_objeto nome_do_objeto parametros

Segue um exemplo de sua execução:

ALTER TABLE Alunos ADD Idade int;
ALTER TABLE Alunos DROP COLUMN Idade;

DROP:

O comando DROP é utilizado para remoção de objetos e até mesmo de um banco de dados, portanto, é a maneira em que é feito a exclusão de tabelas, usuários, databases, entre outras estruturas.

Sua estrutura é a seguinte:

DROP tipo_do_objeto nome_do_objeto

Segue um exemplo de sua execução:

DROP TABLE Alunos;
DROP DATABASE nomedobanco;

TRUNCATE:

O comando TRUNCATE é utilizado para exclusão de todos os registros de uma tabela de forma imediata, ele é bem mais rápido que um comando DELETE pois não grava os dados que estão sendo removidos no log de transações.

Portanto, para “truncar” uma tabela a maneira de execução do comando seria:

TRUNCATE TABLE tabela;

Sendo assim, finalizamos a postagem para falar melhor sobre a linguagem DDL no SQL, o objetivo era passar de forma bem objetiva sobre seus principais comandos e sua estrutura.

Espero que tenham gostado!

Aguardem que vem mais conteúdo pela frente!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s