Azure SQL Database – DTU vs. vCore

Nessa postagem vamos continuar aprendendo mais sobre o Azure SQL Database e vamos entender melhor sobre DTU e vCore, os modelos de compra do seu Banco no Azure!

Uma das primeiras decisões que você tomará é um conceito denominado opção de compra do Banco de Dados SQL do Azure.

Embora essa opção também dite sua capacidade e limite de recursos, ela afeta muito a forma como você paga pelo serviço de Banco de Dados SQL do Azure.

A primeira opção é chamada de Database Transaction Unit, mais conhecida como DTU’s

DTU é um conceito lógico de medição para um uso combinado de recursos de CPU, I/O e memória, possui três modelos que são chamados: Basic, Standard e Premium (com vários níveis para cada um deles).

Escolhendo o modelo de DTU, você possui estas três diferentes opções de compra e níveis de serviço à sua escolha, mas isso não significa tornar as coisas mais complicadas, pelo contrário, você vai ter a flexibilidade de obter exatamente o que você precisa.

Então, DTU significa basicamente: me dê um mix de computação, memória e I/O para suportar as minhas cargas de trabalho.

O modelo de compra DTU é mais adequada para quem deseja opções mais simples e pré-configuradas.

Um exemplo seria a criação de um novo banco de dados para um novo aplicativo.

Agora vamos falar melhor sobre o modelo vCore

O modelo vCore é o modelo de compra recomendado pela Microsoft.

O vCore oferece mais opções de escolha de diferentes recursos pelos quais você paga, incluindo CPU e armazenamento. Além disso, o modelo vCore permite que você tenha algumas vantagens como opções para economia de custos.

Neste modelo é preciso fazer uma escola explícita da geração de hardware e o número de vCores (CPUs lógicas), ele permite escolher recursos de armazenamento e computação de maneira independente, portanto, é mais adequado para situações em que você deseja ter mais flexibilidade e controle desses recursos.

Alguns Benefícios:

  • Melhor para clientes que valorizam flexibilidade, controle e transparência;
  • Os clientes podem selecionar computação e armazenamento independentemente;
  • Permite que os clientes dimensionem corretamente seus requisitos de computação na nuvem;
  • O dimensionamento do vCore oferece flexibilidade de escolha.

Sendo assim, finalizamos a postagem sobre os modelos de compra baseado em DTU e vCore no Azure SQL Database.

Na próxima postagem vamos falar sobre o Service Tier General Purpose do modelo de compra vCore do Azure SQL Database!

Espero que tenham gostado!

Aguardem que vem mais conteúdo pela frente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s